Que Droga

O que é adicção?

Adicção é o vício, e geralmente está relacionado com drogas ilícitas. Mas a adicção pode também significar qualquer dependência psicológica ou compulsão tipo jogo (bingo, pôquer, etc), comida, sexo, pornografia, computadores, internet, vídeo games, notícias, exercício, trabalho, TV, compras e etc.

Uma pessoa que é viciada não consegue controlar seu desejo por álcool ou drogas, mesmo que sinta efeitos negativos pra saúde, problemas com família e amigos, ou problemas com a polícia.

A adicção a drogas é considerada uma doença como outra qualquer. É uma doença crônica, ou seja, afeta a pessoa ao longo prazo, ou acontece várias vezes. Ela acontece pois a pessoa procura uma recompensa ou um alívio pelo uso da substância.A adicção é caracterizada pela dificuldade em controlar o comportamento, presença de fissura ou desejos, dificuldade de ficar sem a droga (abstinência), e falta de noção dos problemas causados pela droga.

O cérebro de um viciado fica modificado pela droga de tal forma que a ausência da droga causa um sinal ao cérebro que é semelhante ao sinal de quando se está com fome. É como se a pessoa estivesse num estado de necessidade, e usar a droga seria indispensável para a sobrevivência.

Como em outras doenças crônicas a adicção pode acontecer em ciclos, com controle e recaídas. Sem tratamento ou sem compromisso em atividades de recuperação, a adicção é progressiva e pode resultar em invalidez ou morte.

Se não for tratada, com o tempo doença pode se tornar mais forte, mais difícil de se tratar, e os problemas de saúde ficam piores, como problemas mentais e doenças nos órgãos.

Os sintomas da adicção incluem tolerância, ou seja, o desenvolvimento de resistência aos efeitos da droga com o tempo. Acontece também a fissura, que é um estado físico desagradável quando a pessoa não está usando.

A medida que a doença se agrava, o adicto precisa de uma maior quantidade da substância, seja ela álcool ou droga. Ele passa a usar com mais freqüência, e se vê usando em situações em que eles nunca imaginaria antes.

Como surge a adicção?

As pessoas geralmente experimentam drogas ou outros comportamentos potencialmente viciantes porque eles estão buscando algum tipo de benefício ou recompensa. Elas usam drogas na esperança de conseguir os efeitos físicos desejados. As drogas têm um efeito no corpo e na mente, e se não tivesse efeito as pessoas não repetiriam e experiência. Ninguém começa apenas para ficar viciado.

A drogas geralmente altera como a pessoa se sente, e faz ela se sentir melhor, relaxada, mais poderosa, excitada, a faz escapar da realidade e etc. Por isso, ela tende a repetir a dose.

Às vezes a pessoa usa a droga para escapar de problemas reais, e como a droga a faz se sentir bem, ela encara a droga como a solução dos problemas. Mas na verdade o problema continua existindo.

Algumas vezes a atração vêm porque a droga faz a pessoa se identificar com algum grupo social – elas podem experimentar drogas porque pensam que vão ganhar aceitação numa turma ou que vão se tornar os rebeldes ou os mais festeiros.

Entretanto, estas experiências encobrem uma atração forte. O que pode começar como uma brincadeira casual, comportamento social normal ou mesmo uma prescrição médica, pode se tornar um comportamento repetitivo, mais freqüente e com maiores quantidades.

Pode acontecer de uma pessoa se viciar através do condicionamento. Muitas pessoas que usam drogas passam a pensar que não conseguem fazer alguma coisa sem a droga, por exemplo ir a uma festa, uma boate, etc. Com isso a química do cérebro começa a se adaptar à presença da substância, necessitando cada vez mais para dar o mesmo barato ou para evitar os desconfortos da falta da droga. Este comportamento passa a ter vida própria e o corpo fica dependente fisicamente da droga.

Geralmente, na iniciação (a primeira vez), a pessoa usa para experimentar, pra ver como é a substância. Aí a pessoa pode resolver usar outra vez, e talvez começar a usar ocasionalmente, e depois usar freqüentemente. Enquanto isto, a quantidade consumida pode também aumentar.

Geralmente acontece assim:

  • Uma pessoa usa drogas de abuso, como maconha, cocaína ou mesmo álcool, ativando os mesmos circuitos cerebrais das atividades de sobrevivência, como comer ou fazer sexo. A droga causa um aumento da quantidade da substância dopamina, a qual produz os sentimentos de prazer. O cérebro se lembra deste prazer e quer que ele repita.
  • Assim como comida está ligada com a sobrevivência no dia-a-dia, as drogas começam a ter o mesmo significado para o adicto. A necessidade de obter e usar drogas começa a ser mais importante do que qualquer outra necessidade, incluindo atividades realmente vitais tipo comer. O adicto passa a procurar a droga não apenas para prazer, mas para aliviar o sofrimento.
  • No fim das contas, o impulso para procurar e usar drogas é tudo que importa, apesar das conseqüências devastadoras.
  • Por fim, o controle, as escolhas e tudo o que antes tinha valor na vida da peessoa, como família, emprego, comunidade, pode estar perdido para a doença da adicção.

A adicção pode desenvolver em pessoas apesar de suas melhores intenções ou do melhor caráter.Vício em drogas é traiçoeiro porque afeta o cérebro bem nas áreas que as pessoas precisam para “pensar direito”, usar bom julgamento e fazer boas decisões para suas vidas. Ninguém quer crescer para virar um viciado em drogas, afinal de contas.

Mas algumas pessoas podem experimentar e não ficarem viciadas, e já outras ficam viciadas rapidamente. Por que?

  • Genética: Os genes têm um papel principal, quem tem pais com alcoolismo possuem chances quatro vezes maiores de ficarem alcoólatras, e isto pode valer para os outros vícios também. Mais de 60% dos alcoólatras têm família com histórico de alcoolismo.
  • Saúde mental: Muitas pessoas adictas também sofrem de problemas de saúde mental, especialmente ansiedade, depressão ou outras doenças do estado emocional.
  • Uso de drogas quando se é novo: Quanto mais cedo uma pessoa usar drogas, maiores as chances de progredir para o vício. 40% das pessoas que começam a beber antes dos 15 anos de idade se tornam alcoólatras.
  • Ambiente social: Pessoas que vivem, trabalham ou vão à escola em um local onde o uso de álcool ou outras drogas é comum, são mais propensas a abusar das drogas. Por exemplo, se alguém anda junto com pessoas que usam drogas freqüentemente, suas chances de tornar um adicto aumentam.
  • Traumas de infância: Cientistas provaram que crianças abusadas ou rejeitadas, conflitos de família persistentes ou outras experiências traumáticas de infância podem moldar a química do cérebro da criança e conseqüentemente deixar a pessoa vulnerável à adicção.

Recaídas

Pessoas se recuperando de adicção podem sofrer uma falta de controle e voltar a usar a substância durante o processo de recuperação, chamada “recaída”. Este vacilo é comum entre as pessoas com distúrbios crônicos. A recaída é uma das coisas mais intrigantes da adicção. Diversas pessoas que querem parar de usar substâncias viciantes sofrem demais, e as recaídas podem ser bem desanimadoras. Algumas pessoas dizem que é horrível, que se sentem culpadas quando têm uma recaída, e ficam deprimidas porque avacalharam com o processo.

As recaídas podem acontecer devido a algum dos seguintes fatores:

  • Algum lembrete relacionado à droga, como imagens, sons, cheiros, pensamentos ou sonhos que lembrem a droga ou seu uso.
  • Depressão, estresse.
  • Estados emocionais positivos ou comemorações
  • Amostras das drogas em si, mesmo pequenas quantidades.

Estes e outros fatores podem disparar a motivação para procurar a droga, e este sentimento pode ser muito forte e sobrepor a decisão de parar, mesmo que o usuário saiba das conseqüências desastrosas de usar a droga.

Parar ou seguir

Quando estamos dirigindo com pressa e vemos um sinal vermelho numa avenida movimentada, paramos pois sabemos dos riscos que furar o sinal pode trazer, além da multa que podemos receber. Nós conseguimos avaliar as vantagens ou prejuízos se paramos ou seguimos, e tomamos a decisão certa. Mas para uma pessoa viciada, esta relação entre parar ou seguir está alterada. A adicção altera o julgamento que a pessoas têm das situações relacionadas à droga. Por exemplo,  quando o adicto recebe um estímulo para usar droga, ele não consegue avaliar direito as consequências negativas do uso, mesmo que saiba muito bem o que acontece, como problemas financeiros, de família ou de saúde. Mas o estímulo para usar a droga, apesar de ser uma coisa simples, pode acabar sendo mais forte e fazendo a pessoa usar a droga. Para evitar o consumo de drogas é preciso aprender a vencer estes estímulos. Consulte também a página sobre ‘como parar de usar drogas’.

28 comentários sobre O que é adicção?

  • 1
    Mack disse:

    As vezes me pergunto se essa história de dizer que não é viciado é porque não tomou conta disso. Não usei muitas vezes maconha, assim como cigarro e bebidas alcoólicas, mas sei que é muito difícil de parar. Sempre que estou ocioso ou em uma festa fico pensando no prazer que elas me proporcionavam e procuro pensar em outras coisas, mas é muito difícil. Se vc está pesquistando sobre para possivelmente vir a experimentar.. pense bem… pois é algo realmente bom, tão bom, que vc daria sua vida toda por essa sensação. É uma forma de suicídio. Fico aqui angustiado por querer usar e sair da monotonia, curtir novamente aquela sensação, e me segurando… segurando pra não cair nessa novamente. Não seja tolo, não caia nessa!

  • 2
    Carlos disse:

    Eu tenho alguns amigos que usam drogas a bastante tempo moderadamente, e nao sao viciados ,eles usam a cocaína e nao entendo como eles naum viciam

    • 2.1
      Estrela disse:

      Eles são viciados sim, não é porque estão no controle que deixam de ser viciados! Se usam regularmente é viciado.
      Eu uso cocaína regularmente e sou viciado sim, não vendo as minhas coisas, não me atrapalha nos estudos, na familia, no trabalho ou com amigos, mas sou viciado sim!

  • 3
    Nuno disse:

    Bom, a questão é simples….Só tem duas hipóteses, ou voce é adicto e consome a primeira vez e vai por ai fora e nunca mais pára como me aconteceu durante 6 anos,ou nao é adicto e consegue controlar o consumo de drogas.
    Agora uma informaçao importante,da minha turma que usava drogas mais de metade ou morreram ou terminaram na cadeia, eu fui um felizardo e conheci narcoticos anonimos a tempo.
    Será que você quer arriscar sua vida?

  • 4
    Rafaela disse:

    Eu não uso mais maconha como usava, é um pega ou outro uma vez em cada dois meses.
    Bebo e raramente me divirto numa festa sem beber. Existe muita gente chata, né…
    Fumo há 6 anos, nicotina, e hesito em me considerar viciada. Mas já passei meses sem fumar, duros, mas consegui. (Fuja do tédio senão é impossível)
    Já usei cocaína e não gostei, não é sociável e não me fez curtir uma festa.

    Acho muito importante não tornar drogas um hábito, de forma que faça parte da sua rotina.
    Quer experimentar, experimente. Seja consciente, tenha um motivo pra viver, algo a construir.
    Se não tiver, você corre o risco de torná-las um hábito.

  • 5
    Fran disse:

    Eu sou alcoólatra, e sei o quanto é horrível você passar o dia todo pensando em uma substância… Chegou um momento que eu bebia apenas para evitar as crises de abstinência… Fui usuária de cocaína por um período… Eu curto o pó… Usei bastante mas nessa eu não viciei… Com o pó eu soube brincar! Não uso no momento para dar um tempinho, pois estou em tratamento para o alcoolismo e para PMD (Psicótica Maníaca Depressiva), e se eu cheirar vou beber… Isso é fato! Hoje tomo 3 remédios psicotrópicos 2 vezes ao dia… Diariamente… Em consequência da vida que escolhi… Gente… É muito bom! Não provem… Pq se provar vcs vão gostar… Aí já era!

  • 6
    flor disse:

    acabo de descobrir que tenho Adicção ..isso me deixa triste e deprimida pq estou viciada, mais “O Deus do impossível Não desistiu de mim Sua destra me sustenta E me faz prevalecer”
    isso vai ter que ter um fim apartir de hj..

    • 6.1
      dri disse:

      oi, flor que bom quevc se identificou com adcçaõ,ser adcto não e vergonhoso
      tambem sou um adcto,mais hoje eu encontrei um lugar que eu posso tratar da minha adcção, nois estamos na garra de uma doença que não se conhece a cura, mas eu creio em um Deus que tudo pode
      enquanto isso eu vou me tratando, saiba mais, procure um grupo de narcoticos anonimos mais proximo de vc, sua recuperação ficara mais facil, sou membro de NA graças a Deus so por hoje não preciso usar mais nada que altere aminha mente e o meu humor, saiba de uma coisa, estamos na garra de uma doença progressiva e de determinação fatal que antes de matar ela desmoralisa, flor tamujunto se de essa oportunidade va a um grupo de NA, sph funciona…

    • 6.2
      Manoel Borges disse:

      Fumei crack a primeira vez ha cinco anos atrás, depois disso minha vida virou um inferno,e desde então travo uma luta interna para largar essa droga que eu odeio !!! Por favor galera quem ler esse texto, nunca, mas nunca mesmo, experimentem algum tipo de droga não vale a pena, pode acreditar.

  • 7
    tata disse:

    sou uma adícta em recuperação,já tive duas recaídas uma com um ano e outra com dois meses,hj me encontro com 1 ano e 4 meses só po hoje graças a nárcóticos anonimos ao meu deus e a minha boa vontade”

    • 7.1
      dri disse:

      tamujunto companeira tambem sou um adcto em recuperação graças a Deus e ajuda de NA como ao todo estou limpo a 111 dias mais e sph, com a experiencia de vcs venho me mantendo limpo
      sei que a recaida não fas parte do programa, com as experiencia de vcs tendo faser o mais certo que eu puder, para não precisar recair
      sei que o programa e sph, tata tamujunto, mais 24 horas pra vc limpo e sereno sph funciona

  • 8
    joao disse:

    eu expermentei e nao gostei
    ja vai faze 3 meses
    eu queria sabe se eu corro risco de fica viciado?

    • 8.1
      Que Droga disse:

      Se você não gostou, não quer usar novamente, então não corre o risco de ficar viciado. Mas usar outras vezes pode fazer viciar, dependendo da droga.

    • 8.2
      dri disse:

      se vc acha que pode ter problemas com drogas saiba que vc pode ser um adcto, não se sinta irratado com isso procure ajuda,va a uma reunião de NA,e la vc vai saber se e ou não um adcto a drogas.

  • 9
    Tiago disse:

    sou um adícto em recuperação graças a DEUS.Parar de usar o alcool e as drogas é facil o mais dificil é se manter sem ela.E para isso necessitei uma mundaça radical em minha vida. de um vida loka para um CRISTÃO.Fui um doente,sou um doente,e sempre vou ser um doente mas porem medicado todos os dias.E o meu remedio é JESUS e graças a ele me encontro a 3 anos 6 meses e 18 dias sobrio..

  • 10

    .Sndrome abstinncia aguda -SAA sintomas fsicos psicolgicos sociais provocados pela falta da droga ocorre de 3 a 10 dias do ltimo uso..Sndrome abstinncia demorada – SAD sintomas baseados na sobriedade ocorre em meses ou anos – mente confusa problema de memria reao emocional exagerada ou apatia distrbio do sono ou alterao problemas de coordenao motora sensibilidade ao stress.. Pesquisas recente mostram que os sintomas da SAD esto ligados aos danos causados ao crebro devido ao abuso de drogas e podem causar a recada em muitos casos..

  • 11
    gabi disse:

    meu marido usa cocaína exporadicamente á anos, tipo duas a tres vezes no ano, porem sempre qdo bebe muita cerveja, e sempre em datas positivamente comemorativas, fico puta da vida porque qdo isso acontece ele chega a ficar até dois dias fora de casa, chega um lixo, todo sujo e nojento, numa situação deploravel , ele diz que nao consegue parar, pra mim ele é semvergonha mesmo, pois se ele fosse viciado mesmo usaria com mais frequencia, dai sim eu trataria com doença, mas no caso dele é irresponsabilidade
    mesmo…e isso se repete por muitos anos….alguem sabe me dizer se ele é so um usuario ocasional, habitual ou viciado???

    • 11.1
      Que Droga disse:

      Interessante que ele usa apenas nestas ocasiões, o problema é se começar a aumentar a frequência. Parece que ele é usuário ocasional, se consegue controlar bem no resto do ano. É possível ver se está viciado, acesse http://www.quedroga.com.br/perguntas-frequentes/estou-viciado.

    • 11.2
      dri disse:

      oi,gabi fui usuario de drogas durante 17 anos da minha vida hoje sou menbro de NA,o problems do seu marido não tem cura, não existe usuario ocasional, a doença da adcção ela progrede cada dia mais
      mas exite um tratamento em narcoticos anonimos, ele podera se identificar com o problema dele, somos portadores de uma doença, não e safadesa dele nem ele tem culpa mais vc so vai entender isso em NA, va com calma, va a um grupo de NA mais proximo de sua casa e se enforme converse com ele, tamu junto so por hoje.

  • 12
    samuel disse:

    hj sou um adicto em recuperação não estar sendo facil pra mim, mais não é impossivel não e vale apena ficar limpo.. para todos adctos q ainda sofre na adicção ativa. vale apena ficar limpo.

  • 13
    marllon disse:

    pelo amor de deus não aguento mais usar cociana estou desesperado uso a 6 anos e ninguem sabe pois tenho vergonha de assumir uso todos os dias eu odeio essa droga mais ela tomou conta de mim eu imploro me ajude, ninguem da minha familia pode saber sou bacharel em direito tenho um excelente emprego uma familia maravilhosa, tenha casa carro moto dinheiro mas não tenho pas pois uso todos os dias a nem faz tanto efeito assim, ninguem nem desconfia, senão fosse o meu filho eu ja teria dado um tiro na minha cabeça…. não posso me internar por causa do meu trabalho um trabalho igaul o meu eu não acho nunca mais e tenho quase certeza que eles não aceitaria um viciado no meio deles, eu tenho nojo dessa droga, caso consiga me ajudar eu serei grato pelo resto da minha vida, deus me livre desse mau novamente eu imploro…….

    • 13.1
      Que Droga disse:

      Lidar com o problema das drogas sozinho é muito difícil. Veja se pode contar com sua família, reúna com eles e diga que voê quer parar, e peça ajuda a eles para sair do vício. Tenho a impressão que eles serão de grande ajuda. A forma que eles vão encarar a situação depende de como você vai abordar o assunto. Aja com seriedade e humildade, e também informe eles sobre o que é adicção, pois nem todo mundo considera isto uma doença crônica e grave.
      Além de contar com sua família, procure grupos de ajuda, psiquiatras ou psicólogos, existem tratamentos para isso. O que não pode é continuar nesta, tentando sair sozinho sem um programa, método e controle.

  • 14
    Manoel Borges disse:

    Preciso de ajuda urgente, para me livrar do vício em crack como já citei,se alguem conhecer métodos ou mesmo profissionais de qualidade no assunto, peço que me indiquem, pois assim não consigo viver mais.

  • 15
    george disse:

    fui adicto 4 anos da minha vida e so deus sabe oque eu sofri quase perdi minha mae quase perdi minha esposa e filhas e por ultimo quase perdi minha vida … em uma tentativa de suicidio mais deus me livrou e eu conheci o projeto rstaurando vidas !!! e posso dizer que sou um novo homem>>>>>> diga nunca as DROGAS!!!!

  • 16
    Luis disse:

    Fumo maconha todo dia, faço faculdade e sou super dedicado, pago minhas contas, tenho uma namorada maravilhosa que não fuma nem bebe. tenho uma ótima relação com minha família. Não vejo a “droga” como uma substancia que me atrapalhe, no mínimo me deixa criativo e com fome(eu tinha anemia quando criança), fora minha alergia a gatos(tenho 2) que ameniza pois o thc tem ação anti-inflamatória, não cura, mas alivia bastante. Mas ja li em algum lugar, que certas pessoas reagem de maneiras diferentes ao utilizar a cannabis, não sei se procede.

    http://www.qmc.ufsc.br/qmcweb/artigos/maconha/medicina.html

  • 17
    carol disse:

    QUERIA SABER ONDE TEM UM GRUPO PARA EU ME TRATAR EU NAO ELE .. ELE NAO QUER MEU AMRIDO NAO QUER, ALIAS NAO FALA QUE NAO QUER MAS DEMOSNTRA ISSO QUANDO NAO BUSCA AJUDA….

Os comentários estão desabilitados no momento devido à falta de doações.

Achou o conteúdo deste site útil? Colabore fazendo uma doação de qualquer valor.


Todo o conteúdo deste site é fornecido apenas para informações gerais. Consulte sempre seu médico. Leia a página Sobre este Site.
© 2014 Que Droga - Informações e esclarecimentos - Produzido usando WordPress e canetinhas Stabilo - Textos (RSS) e Comentários (RSS).