Que Droga

Mentiras sobre adicção

Existem muitas crenças populares sobre uso de álcool e drogas, e muitas delas são mitos. Veja aqui as principais mentiras e verdades sobre drogas.

Fundo do poço

Uma delas é que a pessoa precisa chegar ao fundo do poço antes que possa receber ajuda. Isto é totalmente errado. Na verdade, é o contrário. Quanto mais cedo no processo de adicção você puder intervir e ajudar, maiores as vantagens.

Tratamento voluntário

Outro mito é que a pessoa precisa querer ser tratada para melhorar. Pessoas que são forçadas a se tratar se recuperam sim. Isto pode ser mais difícil mas funciona. Mas não basta internar a pessoa numa clinica contra a vontade dela, sem outro motivador. Precisa mais do que isto. Adictos podem ser empurrados para entrar em programas de tratamento pelos patrões, familiares ou a polícia se quem tiver empurrando deixar claro os benefícios disto, ou os prejuízos de não participar do programa. Chefes podem ameaçar demitir alguém se não se tratar, uma esposa pode ameaçar abandonar o relacionamento, ou a justiça pode oferecer tratamento para relaxar a pena. (Nos Estados Unidos, pessoas condenadas por crimes não violentos relacionados a drogas podem ir para tribunais especializados alternativos, onde podem reduzir a sentença ou mesmo evitar a prisão se entrarem num programa intensivo de tratamento.) Na verdade, pesquisas mostram que os resultados entre os que foram obrigados a fazer tratamento podem ser tão bons quanto dos que entraram em tratamento voluntariamente.

Adictos são maus, loucos ou burros

Pesquisas mostram que adictos não são pessoas más que precisam se tornar boas, pessoas insanas que precisam recuperar a sanidade, ou ignorantes que precisam de educação. Adictos possuem uma doença cerebral que vai além do uso de drogas.

Adictos possuem um problema de força de vontade

Este é uma crença antiga, provavelmente baseada no desejo de culpar os adictos pelo uso de drogas em excesso. Este mito é reforçado pela observação de que a maioria dos tratamentos para alcoolismo e adicção são comportamentais, do tipo terapia com psicólogo, que tendem a criar auto-controle. Mas adicção ocorre numa área do cérebro chamada sistema mesolímbico de dopamina, que não está sob controle consciente.

Adictos deveriam ser punidos, e não tratados, por usarem drogas

A ciência está demonstrando que os adictos têm uma doença cerebral que faz com que eles tenham um controle deficiente do uso de drogas. Adictos precisam de tratamento para a o problema neuroquímico cerebral.

Pessoas adictas a uma droga são adictas a todas as drogas

Apesar de isto acontecer algumas vezes, a maioria das pessoas que são dependentes de drogas podem ser dependentes de uma ou duas drogas, mas não todas. Isto acontece provavelmente devido ao jeito que cada droga se “encaixa” à química cerebral da pessoa.

Adictos não podem ser tratados com medicamentos

Na verdade, adictos são desintoxicados em hospitais, quando necessário, com freqüência. Mas será que eles podem ser tratados com medicamentos depois da desintoxicação? Novos remédios estão sendo desenvolvidos para ajudar os pacientes que já pararam de usar drogas para restringir a fissura por drogas viciantes. Estes remédios reduzem as chances de recaídas e aumentam a eficácia de terapias com psicólogos.

Adicção é tratada com terapia comportamental, então deve ser um problema de comportamento

Novos estudos de mapeamento do cérebro estão mostrando que tratamento comportamentais, do tipo psicoterapia, e remédios agem igualmente alterando as funções cerebrais. Então, adicção é uma doença do cérebro que pode ser tratada mudando funções cerebrais, atraves de diversos tipos de tratamentos.

Alcoólatras podem parar de beber simplesmente participando de reuniões do AA, então eles não podem ter uma doença cerebral

A palavra chave aqui é esta “simplesmente”. Para a maioria das pessoas, AA é um trabalho duro e eterno dos Doze Passos. Este sistema de ajuda entre pessoas com uma experiência comum é um dos ingredientes ativos da recuperação no AA. Mas o AA não funciona para todo mundo, mesmo para muitas pessoas que querem realmente parar de beber.

38 comentários sobre Mentiras sobre adicção

  • 1
    asdsda disse:

    Por isso fumo meu chose de vez em quando,nem penso em usar crack e estou bem, pelo menos e o que eu penso ;D

    • 1.1
      Rafa Rezz disse:

      conhece a doença do ainda? poisé so por hj vc fuma seu chose, mas a maioria dos adictos começa assimm…depois se afunda.

  • 2
    Rodrigo disse:

    Meu vejo comentários igual o do rapaz ai em cima ou abaixo sei la, e fiko triste, por ver que pessoas como elas acham que a maconha, o alcool, o LSD, a coca, seja qual for droga ela te levará pro mesmo caminho de qualquer um viciado, apenas o tempo será diferente ok? Agradeço à Deus pela internação involuntária , pois, ela que me ajudou a mim e a minha familia…………

  • 3
    Maria disse:

    Ao criador do site Que Droga, dou meus parabéns pela iniciativa. O objetivo de informar com clareza e objetividade foi alcançado, sem dúvida. Inspirador!

  • 4
    Cromom disse:

    Nossa, que site legal! Nem parece que estamos no Brasil-Preconceito. Este tipo de informaçao seria e sem preconceito eh o que precisamos para tratar do grande problema mundial de hoje, as drogas.
    Muito obrigado!

  • 5
    Rafaela disse:

    Rodrigo, não precisa ficar triste.

    O que ele quis dizer é que há certas drogas que viciam mais, certas drogas que são mais destruidoras.
    Por exemplo, a dependencia que o crack e a heroina causam é muito maior que a do alcool e da maconha.
    Existe depedencia fisica e psiquica.
    Tabaco causa extrema dependencia psiquica e pouca dependencia fisica.
    Alcool causa uma enorme dependencia fisica, no auge do vicio. Se a pessoa nao usar ela sentre enjoos, tremores, alucinações e muitas outras coisas, dependendo da droga. As vezes a pessoa nao usa a droga pelo efeito na mente, é simplesmente pra nao sentir a dependencia fisica.
    Heroina e alcool tem terriveis dependencias fisicas.
    Tabaco e crack tem terriveis dependencias psiquicas.

    Maconha é uma droga, digamos, mais “leve”. Nao causa dependencia fisica perceptivel aos olhos de quem nao é medico e sua dependencia psiquica é muito menor que a do tabaco. Os danos ao corpo aparecem em dezenas de anos de uso, nao em meses, no caso do crack e heroina.
    Maconha tambem nao é muito cara, dificilmente alguem rouba pra comprar maconha. E é muito raro, mesmo para um viciado, fumar o equivalente 2 ou 3 maços de maconha, como os viciados em tabaco fumam. O dano ao corpo acaba sendo um pouco menor.
    Enfim, é isso… não que existam drogas melhores… é que algumas são simplesmente muito piores…

    • 5.1
      Eu disse:

      Maconha é uma droga “leve” ?
      Em que mundo você vive?
      Quem utiliza destas drogas e não consegue se recuperar não tem vida. vai perdendo tudo, desde a inteligencia, os amigos e por fim a vida

      • 5.1.1
        Herbert disse:

        eu te pergunto de volta: em que mundo _VOCÊ_ vive? Prefere manter a sua mente fechada com opiniões e fatos errados ou adquirir conhecimento e usá-lo a seu favor quando necessário? (usar o conhecimento, nao a droga.. antes q vc interprete errado)

        É importante que todos tenham ciência do nível de vício e riscos que cada droga causa. A maconha é uma droga leve sim, isso é um fato. Eu me preocuparia muito mais com alguém que é viciado em alcool do que alguem viciado com maconha, por exemplo.

      • 5.1.2
        Alexandre disse:

        Eu o que ela quiz dizer é que são drogas com menos poder letal, veja menos, leia sem preconceitos….

  • 6
    carmen disse:

    droga é uma porcaria , se vcs acham que maconha faz bem estão enganados, pois ela te deixa a longo prazo lesado burro e preguiçoso, quer um conselho galera, malhar, sexo e muita risada, associado a trabalho e estudo, fechou não sobra tempo p porcaria que só leva p tras, valeu

    • 6.1
      cla disse:

      carmen, seu comentário foi preconceituoso, exatamente o tipo de pensamento que o site está tentando abolir. Eu nao uso nenhuma droga com frequencia. Fumo maconha de vez em quando com amigos, já tomei ácido, já cheirei, já tomei bala, enfim, já usei muitas coisas mas garanto à vocês que não sou viciada em nenhuma dessas. Aliás, deve fazer mais de um ano que não uso nenhum. E eu particularmente nao vejo problema nenhum em usar alguma droga de vez em quando, em situações específicas, se você souber controlar isso, se não tornar disso um hábito. O tabaco e o alcool fazem muito mais mal à saude do que maconha e é muito menos marginalizado. Eu mesma, fumo e bebo com muito mais frequencia, mas ninguém me critica por isso.

      é esse tipo de pensamento que temos que evitar! Tudo em excesso faz mal, mas nada deve ser levado aos extremos dessa forma.

    • 6.2
      Eu disse:

      Carmem tem toda a razão, nós não temos preconceito, queremos ajuda-los a ter uma vida sã, e principalmente a serem felizes, a quanto tempo vc não abraça a sua mãe ou seu pai, vc não beija-os?

      nós apenas queremos que você seja realmente feliz

    • 6.3
      Alexandre disse:

      Carmem nenhum deles em momento algum disse que faz bem e sim que o poder letal é mais vagaroso mas há poder letal, entenda o que lê.

  • 7
    Fenix disse:

    Parabens pelo site: muito legal.
    Muitas vezes a depressão, o vazio, a timidez, as decepções, frustações fazem uma pessoa procurar drogas. Vou fazer 56 anos em outubro – idade de avó -deixei de usar drogas aos 19 anos mas uma vida inteira de problemas pesados psicologicos com muita terapia e experiências como co-dependente me fez voltar e ver na cocaína, no alcool uma independencia que n tive a vida toda. Só usando consigo ler. Não sou mais dependente de amor que é um tipo mortal de dependencia, mil vezes pior que dependencia quimica. É claro que droga é uma droga. Mas continuo em busca da espiritualidade pois nem todo mundo pode sair das drogas pelo esporte, sexo, trabalho quando existe comorbidades que impedem a saida.

  • 8
    Arthur Arruda disse:

    Aos idealizadores desse site deixo meus sinceros parabéns, pois ninguém esta interessado no que é a adicção…E como doença pode ser controlada. Adorei a iniciativa.
    Arthur Arruda – Terapêuta

  • 9
    farmaceutico disse:

    as substancias não são o problema o problema são as pessoas!

    a diferença de um remédio pra uma droga é a dose!

  • 10

    PARABÉNS AOS IDEALIZADORES DO SITE, PRECISAMOS DE EXCLARECIMENTOS ASSIM.
    MÁS COMO PERGUNTAR NÃO OFENDE, QUERO PERGUNTAR AOS “DEFENSORES DA MACONHA DROGA LEVE” QUAL O VICIADO PESADO QUE NÃO COMEÇOU PELA MACONHA ASSOCIADO AO ÁLCOOL, ME TRAGAM UM APENAS UM, QUE MUDAREI MINHA IDÉIA. MUITO OBRIGADO INTELIGÊNCIA A TODOS.

    • 10.1
      M disse:

      A maconha é leve comparada as outras, mas a abstinência dela não é nada leve… Concordo com o Renato qndo diz que a maconha é uma precursora das outras, mas acho q isso se dá mais pelo ‘social’ do q pelo químico.

      A diferença está na maconha como droga ilícita e criminalizada. Não sou a favor da liberação, mas a discriminalização seria algo interessante a se pensar. Quem fuma maconha pode ficar apenas na maconha, sem interesse em nenhuma outra droga, porém apenas o fato de ter que entrar em contato com traficantes para pegá-la, faz com q outras drogas sejam oferecidas… (daí ja não sei se aceitar é pura curiosidade ou ‘influencia’ de traficantes armados)

      Bom, já li mta coisa sobre maconha e ela deixa sequelas chatas (não sei se irreversíveis)… a pessoa fica mesmo mais lerda e distraida (visto o efeito relaxante) e isso é nítido p/ quem convive com usuários.

    • 10.2
      simidao disse:

      Renato, eu nunca gostei de bebida alcolica, nunca fumei, nunca usei maconha e infelizmente experimentei cocaina e nao consegui mais parar. Eu nao comecei pela maconha, acho que isso é mito.

  • 11
    Quinho disse:

    Acabei sair de uma internaçao involuntaria, porem me concietizei pois ja é ah terceira a questão é devo me abster de todas as drogas?
    pelo menos isso que acredito que é recuperação.
    se sou um adicto como posso controlar?
    melhor ir pra sala e partilhar rsrsrsrs

  • 12
    Beatriz disse:

    Estou em estado de nervos, descobri que o m pai usa crack, não sei o que fazer. Preciso ajuda-lo a sair dessa. Moro em itu, e não temos condiçoes de pagar uma clinica cara, preciso de informaçoes sobre clinicas baratas e que possa ajuda-lo. Não o recremino-o por ter caido nessa droga, eu mesmo uso maconha de vez enquando, mas não acho justo com a nossa familia…

    • 12.1
      Que Droga disse:

      Algumas secretarias de saúde possuem programas para tratamentos de adictos. Veja na sua cidade. E também converse com ele e tente ver se ele está querendo parar. Consulte as sobre perguntas frequentes, na barra ao lado: o que é adicção, como parar de usar drogas, e onde procurar ajuda.

  • 13
    thiago sph disse:

    pela minha própria expêriencia acredito que droga leve tem 1 grama e pesada tem 1 kG, realmente ter o desejo de parar de usar para iniciar um tratamento realmente não é a unica regra ,porém se manter sem usar sim,isso cabe somente ao individuo.Também cabe a ele buscar alguma caminho espiritual(religião,grupos anônimos,ou qualquer tipo de programa …que seja espiritual…)acredito muito nesse caminho de “anônimos “…o único que oferece igualdade,liberdade e anonimato…e que todos estão no mesmo próposito.Agradeço a DEUS e a Narcóticos Anônimos pela vida que levo hoje…e principalmente por estar há 1 dia para completar 5 anos limpo e sereno…só por hoje

  • 14
    meg disse:

    Encontrei esse site no desespero em plena 5.30 da manhã,horario que meu filho chegou em casa,querendo fumar maconha e craj que tinha deixado no armario e que o pai e o outro irmão haviam pegado.Gritando,faznedo maior auê,acordando todos em casa,eles também começaram com maconha e hoje chegam a fumar 5 pedras por dia,e posso dizer que até os que não são viciados,sofrem com isso,eles já perderam emprego,esposa,e agora estão vendendo as coisas que adquiriram para sustentar o vicio.Isso é terrivel.

  • 15
    adictacio disse:

    eu tenho muita gratidaõ por terem me internado, estou limpo a 4 meses e umas 24h, estudos mostram que 1 pessoa que usa droga afeta mais de 500 pessoas ao seu meio social,principalmente familiares, eu tenho muitos defeitos de carates e inabilidade com a vida,só por hoje vou encarar a vida, ter humildade e frequentar salas de AA e NA ,funciona mermo,estou vivendo na arte de me contrarias, vc que quer ajuda ou tem parentes no auto-engano com alcoo e maconha essas são as piores, procure uma sala de AA e Na teremos muita satisfação em recebelos.

  • 16
    eduardo disse:

    Bom galera, sou usuário de maconha, e percebi uma coisa.. Acho que se enganar achando que “ah, eu não sou um viciado, só fumo um baseado de vez em quando” bom, se vc tem TOTAL autocontrole, eu disse TOTAL, tudo bem, realmente existem pessoas que usam drogas moderadamente e isso não interfere em nada. Mas se vc é usuário, como eu, que comecei a ver as desvantagens de usar drogas, Para enquanto é tempo.. Não estou dizendo que é fácil, pq isso não é mesmo, mas quanto mais cedo vc parar, mais fácil vc se livra do mal das drogas.. Infelizmente ainda existem pessoas que precisa chegar ao famoso fundo do poço para enxergar.. Quem é inteligente aprende com o erro dos outros. Paz e Positividade a todos! Fiquem com Deus!

  • 17
    Tio Odz disse:

    A verdade é que cada um vai ter que sentir na pele. Eu perdi. Só por hoje estou fora. Boa sorte aos que querem parar.

  • 18
    frederico disse:

    adiccao e doenca e deve ser tratada como tal,parabens pela iniciativa

  • 19
    san disse:

    infelizmente existem drogas que podem ser receitadas por medicos,como ritalina,oxicontim, morfina e outros os profissionais teriam que respeitar a sociedade é evitar passar esses tipos de medicamento viciantes, isso aconteceu com meu filho de 18 anos, um medico irresponsavel ortopedista foi passanda o que ele quis até chegou nesses que relatei acima, teria que ser preso, se puderem publicar em sites de medicina para que esses procedimentos sejam verificado antes de receitar estou muito revoltada meu filho esta internado,para desentoxicação pois ele estava viciado. e triste e ridiculo esse medicos tomarem essa postura.

  • 20

    parabens pela iniciativa deste ste.
    a verdade é que só quem passou por dificudades com a dependência e que sntiu a dôr e sofrimento que qualquer substância que altere o humor traz, pode realmente afirmar que: tudo começa com o auto-engano. achar que têm contrle sob qualquer substância é auto-engano. mais cêdo ou mais tarde as substâncias te trazem da euforia e prazer, para o fundo do pôço. lembrem-se: existem drogas licitas e ilicitas porém ambas são de auto- engano, pois perder a sanidade mental através de substâncias, é insâno. qualquer tipo de droga causa algum dâno no celebro,não esperem chegar a tal ponto! o alcool por exemplo libera cloro no cerebro, chegando a cozinhar o mêsmo, a maconha já é provada cientificamente como maior causadora de esquizofrenia. então não se enganem! diga droga tó fora! não sêja mais um curiôso a cair no auto- engano. obrigado pela atençâo, e fiquem com deus, e muitas 24hs de serenidade atodos.

  • 21
    otto disse:

    De cada 10mil paginas acessiveis na rede, 1 ou 2 disponibilizam material ou espaço pra orientar usuarios…sim, USUARIOS!!!!!!
    Moralismo e arrependimento são questões que se apresentam com frequencia mais que absurda…seja qual for o meio.
    Quer pastorar?
    Quer subjulgar?
    Quer criticar?
    Quer dar lição?

    Saiba que existem 666milhões de meios, onde suas pretenções podem ser mais uteis…ou rentáveis!!

    Se “adicção” deve ser colocada como doença…
    fraqueza, insegurança, dependência sentimental, alienação….seriam meras posturas?…naturalidades fisiologicas?

    Destreza pode ser vista como um “remedio” eficaz contra todas essas enfermidades!!!!

    Raciocínio é verdadeiramente uma naturalidade fisiológica!!!!!

  • 22
    las artes disse:

    Um exemplo recente no meio artístico é o caso de um galã de novela que teve que ser retirado da atuação para ser internado em uma clínica particular para tratamento devido seu envolvimento com drogas e dependência.

  • 23
    Anderson disse:

    Boa noite ,de inicio quero parabenizar a criação do site, é claro que qualquer adicto que procurar ajuda acabará sendo apresentado aos doze passos, reconheço a grandeza dos grupos que se reúnem se baseando nisto, muito foi dito e muitas são as vertentes que se oferecem para ajudar quem sofre com adicção, tenho 34 anos tenho problemas com cocaína,mas a minha porta de entrada sempre foi o alcool.a substancia seja ela qual for é apenas a ponta de uma montanha de problemas ,somente hoje eu entendo que a origem de tudo. temos que assumir o que podemos ou não fazer , este inventario é necessário para uma nova postura , evitando lugares e grupos que podem estimular o uso novamente. Acreditem que Deus vai nos trazer o que precisamos para vencer esta nossa fraqueza. Pa z e luz para todos ..

  • 24
    Alexandre disse:

    Quero deixar aqui minha experiência, este site me ajudou bastante ao ver que não era o único a passar por estes tipos de problemas, mas claro isto não é o bastante, mandei um email e fui respondido no dia seguinte e aconselhado a não beber mais pinga (pura) o que tomei obviamente para todo tipo de destilado pois logo após os mesmos vinha a vontade da cocaína, que já me fez perder muita coisa na vida. Pensei que se houvesse pelo menos uma chance ainda que mínima de salvar minha família (esposa e filho) eu queria lutar, e já estou a 10 dias sem beber e muito menos usar drogas sei que é um pequeno começo mas estou me sentindo bem melhor, os vícios além de tudo corroem nosso caráter (o que muito me envergonha). Estou preocupado apenas com a situação de vontades passarem por minha mente sem passar pelo meu consciente, por isso ando atento. Peço que orem, rezem, peçam por mim aqueles que puderem e quiserem. Obrigado e força a todos, nós queremos e podemos, por nós e por aqueles que nos amam e torcem por nós !

Os comentários estão desabilitados no momento devido à falta de doações.

Achou o conteúdo deste site útil? Colabore fazendo uma doação de qualquer valor.


Todo o conteúdo deste site é fornecido apenas para informações gerais. Consulte sempre seu médico. Leia a página Sobre este Site.
© 2017 Que Droga - Informações e esclarecimentos - Produzido usando WordPress e canetinhas Stabilo - Textos (RSS) e Comentários (RSS).